17/01/2016
Chega um momento em que você simplesmente transborda, é natural quando se está sozinho, você pode fazer isso. Pode chorar até amanhecer e descontar tudo no travesseiro, mas quando você não consegue se segurar e transborda em público ai as coisas vão para outro nível.

Eu não preciso de alguém, nunca precisei. Por muito tempo pensei que precisava, queria. E transbordava sempre que percebia que o outro não queria ser meu ombro amigo. Era um clico; conhecer a pessoa, deixar ela contar sua vida, ajudar, me chamar de amigo, e quando eu sentia que podia confiar, eu transbor... Não, ela não quer me escutar. Eu transbordo sozinho.



Conheci um cara que me deixava transbordar na sua roupa de marca vinda dos EUA. Mas eu não queria, não queria ter um gay exagerado gritando por atenção do meu lado, mesmo assim ele foi o único que me viu transbordar 3 vezes e o único que sabia exatamente o que fazer. Foram as únicas vezes que ele ficou calado por um tempo, era exatamente isso que eu precisava todas as vezes: silêncio. Fiz com ele o que todos fizeram comigo, deixei ir mesmo que ele não quisesse ir, era necessário.

Percebi que tinha estragado tudo quando li Will&Will do David Levithan, que diz que não importa o quão gay seu melhor amigo é se ele continua do seu lado. Mas agora ele me odiava e já tinha espalhado para todo mundo. "Oi, meu nome é Thayná Vaz" "Vaz? Amiga do Rodrigo Silva?" "Talvez!" "Ele te odeia" "Eu sei."

Não me culpo por ter deixado ele ir, e por mim tudo bem não consegui me socializar porque ele me odeia, eu não preciso mais disso. Mas mesmo assim, desculpa o transbordo.

Sobre mim

Sobre mim
Uma comédia romântica com trilha sonora na voz de Renato Russo e Tiago Iorc, com créditos para Cícero, Phill Veras e Soulstripper. Tenho 20 anos, sou sagitariana, mas controlada. Moro na cidade luz, a da chuva da tarde, mangueiras, do açai e tacaca e só saio daqui para uma breve viagem ao redor do mundo. Fã de carteirinha de bandas que não existem mais e cantores desconhecidos. Em busca do grande sonho que é a independência e felicidade no mesmo pacote.

Marcadores

Tecnologia do Blogger.

Twitter