27/10/2015
A chuva das 15 horas caia em Belém, e eu corria para não perder o ônibus. Perdi.
Você estava no ponto esperando o seu ônibus que nunca foi o mesmo que o meu, olhou para mim, eu estava toda molhada, de chuva e suor. E eu sorrir, não me importei que estava toda desarrumada, há 4 anos eu esperava te ver de novo e você estava ali, com o cabelo bagunçado propositalmente, com uma mochila nas costas, indo ou chegando? Ficando, desejei.
Seu ônibus vinha quando fui falar com você, não consegui falar, mas você me abraçou juntando tudo que tinha quebrado nesses anos e senti que não tinha acabado, nossa história ainda ia ter continuação, e você pegou o ônibus e foi.
Um ano depois estava eu em um ponto de ônibus, mexendo no celular e quando olhei para cima vi você, que sorria tentando chamar minha atenção dentro do ônibus, aquele mesmo ônibus, sorri e o ônibus partiu novamente.


Me convenci que a gente só se separou por causa da distância, dos desencontros, me convenci que ainda tinha jeito, fantasiei um futuro contigo e cai do abismo quando vi que não era nada disso.
Nos encontramos de novo alguns meses depois, dentro de um ônibus cheio de mais para podermos trocarmos palavras, descemos no mesmo ponto, mas você não olhou para trás. No mesmo ônibus no dia seguinte, um sorriso e um oi, você estava falando sobre um trabalho com seu amigo, ocupado, não vamos conversar agora. No ponto de ônibus, esperei você e o ônibus, chegaram juntos e tive que ir no ônibus e não em você. Percebi que estava errada por todos esses anos quando ficamos sozinhos no ponto de ônibus e não trocamos uma palavra, não tem o que falar, o assunto acabou, a intimidade acabou, as necessidades acabaram, não necessito mais de você e nem você de mim, vivemos bem.
Mesmo assim, foi bom de ver.


Sobre mim

Sobre mim
Uma comédia romântica com trilha sonora na voz de Renato Russo e Tiago Iorc, com créditos para Cícero, Phill Veras e Soulstripper. Tenho 20 anos, sou sagitariana, mas controlada. Moro na cidade luz, a da chuva da tarde, mangueiras, do açai e tacaca e só saio daqui para uma breve viagem ao redor do mundo. Fã de carteirinha de bandas que não existem mais e cantores desconhecidos. Em busca do grande sonho que é a independência e felicidade no mesmo pacote.

Marcadores

Tecnologia do Blogger.

Twitter